Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Farmácia de Plantão: Farmavip Droga Nova,

2º Salão de Aquarelas – Piracicaba será aberto hoje

Com a premissa de evidenciar obras de artistas do país inteiro que renderam-se a uma técnica surgida na China há mais de 2.000 anos, o 2º Salão de Aquarelas – Piracicaba (SAP), realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), será aberto hoje, 1º de abril, na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, às 20h. A visitação pode ser feita até 1º de maio, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; sábados e domingos, das 14h às 18h.
A segunda edição do salão recebeu a inscrição de 234 obras. Após análise do júri, 76 foram selecionadas para compor a exposição e 14 foram premiadas. Participam da mostra, dessa vez, 44 artistas. O júri de seleção e premiação foi composto por Jorge Eduardo Alves de Souza, Elisabeth Laky Gatti e Anderson Nascimento.
Para a secretária municipal da Ação Cultural, Rosângela Camolese, é um privilégio para Piracicaba poder desfrutar da segunda edição do SAP. “É uma alegria saber que este salão está traçando um percurso. Afinal, termos um Salão de Aquarelas em meio a tantos outros que já se consolidaram por aqui, como o Salão Internacional de Humor, Salão de Belas Artes (SBA) e o Salão de Arte Contemporânea (SAC), é mais uma maneira de prestigiar o talento dos artistas em mais uma modalidade das artes plásticas.”
“Poder promover o 2º Salão de Aquarelas – Piracicaba é assegurar o propósito de continuidade desse evento que surgiu com o objetivo de oferecer aos artistas de todo o território nacional um espaço no campo das artes. Por meio dele, esses artistas têm a oportunidade de exporem trabalhos de refinada técnica, uma vez que ao executarem tais obras, seus autores colocam todo o conhecimento e sentimento à apreciação do público que visita a exposição”, disse o diretor da Pinacoteca, Eduardo Borges de Araújo.
PREMIADOS – Foram premiados no 2º SAP Carmelo Gentil Filho, Klaus (Nikolaus) Reichardt e Carlos Avelino dos Reis (Prêmio Aquisitivo Prefeitura Municipal de Piracicaba), com as obras Série Cidade de São Paulo nº 14, Esalq – Parque Central e Quintal com Varal, respectivamente.
Renato Palmuti e Paulete Vaisberg Gerecht venceram o Prêmio Aquisitivo Unimed, com as obras Sadhu (Píngala) e Nebulosa, respectivamente. Já a medalha Miguel Dutra foi para Marco Antonio de São Pedro, com o conjunto Onde Nasci, na Ribeira das Naus, Onde Estive, Numa Expedição ao Brasil e Onde Morri, num Naufrágio em Alto Mar.
A novidade dessa edição, o Prêmio Aquisitivo Bauhaus Brasil – Piracicaba, foi entregue para João Paulo de Carvalho, com a obra Topofilia I.
O Prêmio Koralle, por sua vez, foi para Marlene da Silva Cafruni, com a obra Tradição Italiana I, enquanto que o Prêmio Pintar ficou com Claudio Roque Ferreira, com A Monocromia da Paisagem.
Também foram conferidas menções honrosas a cinco artistas: Ubirajara da Rocha Mros, por Sem Destino; Maria Rita Almeida Correa, com Entardecer e Dia de Sol em Paraty; Denise Otero Storer, premiada com a obra Gerações; Graciela Ines Wakizaka Yamada, com Bruma da Manhã e Plenitude, e Valéria Franco Mendes, com as obras Anei e Aneci.
MOSTRA PARALELA – Já no sábado, dia 2, às 10h, acontece a abertura da exposição paralela intitulada Aquarelas de Renato Palmuti, no Espaço Cultural Bauhaus Brasil – Piracicaba, localizado na rua José Pinto de Almeida, 258, Bairro Alto. A mostra traz 21 obras do artista em questão, que ficarão expostas até o dia 2 de maio. A visitação segue de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 22h; às sextas-feiras, das 8h30 às 19h; e aos sábados, das 9h às 13h.
Os trabalhos em aquarela de Palmuti são compostos basicamente por paisagens e figuras humanas. As paisagens retratam cenas urbanas ou rurais com uma movimentação natural de cada local. Já as figuras humanas têm duas vertentes bem definidas: as pinturas realizadas com modelo vivo, que exibem um trabalho mais gestual e dinâmico, e as figuras que são pintadas a partir de um ensaio fotográfico com modelo, que geram poses mais definidas e um acabamento mais aprimorado.
“Essa exposição nasceu da iniciativa dos organizadores do 2º Salão de Aquarelas, com o intuito de ampliar a visibilidade do evento, integrando mais atividades e trazendo a atenção do público para essa técnica tão versátil e expressiva que está retomando sua importância e destaque no cenário das artes plásticas”, destacou o artista.
Nascido em São Paulo, Renato Palmuti iniciou sua carreira trabalhando como desenhista em escritórios de comunicação e em agências de promoção, design e propaganda. Há alguns anos tem se aprimorado na técnica da aquarela, que se mostrou muito adequada ao tipo de expressão que sempre foi sua busca. Com isso os estudos se intensificaram e tomaram uma grande parte do trabalho do artista.
SERVIÇO– 2º Salão de Aquarelas – Piracicaba. Abertura no dia 1º/04, às 20h, na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, rua Moraes Barros, 233, Centro. Visitação gratuita até 1º de maio, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; sábados e domingos, das 14h às 18h. Aquarelas de Renato Palmuti: abertura dia 02/04, às 10h, no Espaço Cultural Bauhaus Brasil – Piracicaba, localizado na rua José Pinto de Almeida, 258, Bairro Alto. Visitação gratuita até 2 de maio, de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 22h; às sextas-feiras, das 8h30 às 19h; e aos sábados, das 9h às 13h. Mais informações pelo telefone (19) 3433-4930
Com a premissa de evidenciar obras de artistas do país inteiro que renderam-se a uma técnica surgida na China há mais de 2.000 anos, o 2º Salão de Aquarelas – Piracicaba (SAP), realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), será aberto hoje, 1º de abril, na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, às 20h. A visitação pode ser feita até 1º de maio, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; sábados e domingos, das 14h às 18h.
A segunda edição do salão recebeu a inscrição de 234 obras. Após análise do júri, 76 foram selecionadas para compor a exposição e 14 foram premiadas. Participam da mostra, dessa vez, 44 artistas. O júri de seleção e premiação foi composto por Jorge Eduardo Alves de Souza, Elisabeth Laky Gatti e Anderson Nascimento.
Para a secretária municipal da Ação Cultural, Rosângela Camolese, é um privilégio para Piracicaba poder desfrutar da segunda edição do SAP. “É uma alegria saber que este salão está traçando um percurso. Afinal, termos um Salão de Aquarelas em meio a tantos outros que já se consolidaram por aqui, como o Salão Internacional de Humor, Salão de Belas Artes (SBA) e o Salão de Arte Contemporânea (SAC), é mais uma maneira de prestigiar o talento dos artistas em mais uma modalidade das artes plásticas.”
“Poder promover o 2º Salão de Aquarelas – Piracicaba é assegurar o propósito de continuidade desse evento que surgiu com o objetivo de oferecer aos artistas de todo o território nacional um espaço no campo das artes. Por meio dele, esses artistas têm a oportunidade de exporem trabalhos de refinada técnica, uma vez que ao executarem tais obras, seus autores colocam todo o conhecimento e sentimento à apreciação do público que visita a exposição”, disse o diretor da Pinacoteca, Eduardo Borges de Araújo.
PREMIADOS – Foram premiados no 2º SAP Carmelo Gentil Filho, Klaus (Nikolaus) Reichardt e Carlos Avelino dos Reis (Prêmio Aquisitivo Prefeitura Municipal de Piracicaba), com as obras Série Cidade de São Paulo nº 14, Esalq – Parque Central e Quintal com Varal, respectivamente.
Renato Palmuti e Paulete Vaisberg Gerecht venceram o Prêmio Aquisitivo Unimed, com as obras Sadhu (Píngala) e Nebulosa, respectivamente. Já a medalha Miguel Dutra foi para Marco Antonio de São Pedro, com o conjunto Onde Nasci, na Ribeira das Naus, Onde Estive, Numa Expedição ao Brasil e Onde Morri, num Naufrágio em Alto Mar.
A novidade dessa edição, o Prêmio Aquisitivo Bauhaus Brasil – Piracicaba, foi entregue para João Paulo de Carvalho, com a obra Topofilia I.
O Prêmio Koralle, por sua vez, foi para Marlene da Silva Cafruni, com a obra Tradição Italiana I, enquanto que o Prêmio Pintar ficou com Claudio Roque Ferreira, com A Monocromia da Paisagem.
Também foram conferidas menções honrosas a cinco artistas: Ubirajara da Rocha Mros, por Sem Destino; Maria Rita Almeida Correa, com Entardecer e Dia de Sol em Paraty; Denise Otero Storer, premiada com a obra Gerações; Graciela Ines Wakizaka Yamada, com Bruma da Manhã e Plenitude, e Valéria Franco Mendes, com as obras Anei e Aneci.
MOSTRA PARALELA – Já no sábado, dia 2, às 10h, acontece a abertura da exposição paralela intitulada Aquarelas de Renato Palmuti, no Espaço Cultural Bauhaus Brasil – Piracicaba, localizado na rua José Pinto de Almeida, 258, Bairro Alto. A mostra traz 21 obras do artista em questão, que ficarão expostas até o dia 2 de maio. A visitação segue de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 22h; às sextas-feiras, das 8h30 às 19h; e aos sábados, das 9h às 13h.
Os trabalhos em aquarela de Palmuti são compostos basicamente por paisagens e figuras humanas. As paisagens retratam cenas urbanas ou rurais com uma movimentação natural de cada local. Já as figuras humanas têm duas vertentes bem definidas: as pinturas realizadas com modelo vivo, que exibem um trabalho mais gestual e dinâmico, e as figuras que são pintadas a partir de um ensaio fotográfico com modelo, que geram poses mais definidas e um acabamento mais aprimorado.
“Essa exposição nasceu da iniciativa dos organizadores do 2º Salão de Aquarelas, com o intuito de ampliar a visibilidade do evento, integrando mais atividades e trazendo a atenção do público para essa técnica tão versátil e expressiva que está retomando sua importância e destaque no cenário das artes plásticas”, destacou o artista.
Nascido em São Paulo, Renato Palmuti iniciou sua carreira trabalhando como desenhista em escritórios de comunicação e em agências de promoção, design e propaganda. Há alguns anos tem se aprimorado na técnica da aquarela, que se mostrou muito adequada ao tipo de expressão que sempre foi sua busca. Com isso os estudos se intensificaram e tomaram uma grande parte do trabalho do artista.
SERVIÇO– 2º Salão de Aquarelas – Piracicaba. Abertura no dia 1º/04, às 20h, na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, rua Moraes Barros, 233, Centro. Visitação gratuita até 1º de maio, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; sábados e domingos, das 14h às 18h. Aquarelas de Renato Palmuti: abertura dia 02/04, às 10h, no Espaço Cultural Bauhaus Brasil – Piracicaba, localizado na rua José Pinto de Almeida, 258, Bairro Alto. Visitação gratuita até 2 de maio, de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 22h; às sextas-feiras, das 8h30 às 19h; e aos sábados, das 9h às 13h. Mais informações pelo telefone (19) 3433-4930


Deixe um comentário Para "2º Salão de Aquarelas – Piracicaba será aberto..."