Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Farmácia de Plantão:

72 alunos cordeiropolenses se destacam na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Em 2017, 14 alunos foram premiados, em 2018, 24 estudantes se destacaram, agora em 2019 o número triplicou, foram 72 conquistas

Os estudantes vão receber medalhas da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e da Mostra Brasileira de Foguetes.

Foram provas aplicadas  em todo o Brasil com mais de 880 mil alunos e aproximadamente 10 mil escolas, e os alunos cordeiropolenses conseguiram de destacar ganhando medalhas de ouro, prata e bronze com número recorde de alunos do município, segundo informações da Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), instituições responsáveis há 22 anos pela organização da 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e a 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

  A cerimônia de entrega das medalhas acontecerá em novembro.

De acordo com a secretária de Educação, Angelita Ortolan, sob a orientação da Secretaria, todos os quintos anos das escolas do Ensino Fundamental se cadastraram e tiveram resultados excelentes, sendo 19 medalhas de ouro, 28 de prata e 25 de bronze.

“Em 2017, 14 alunos foram premiados, em 2018, 24 estudantes se destacaram, agora em 2019 o número triplicou, foram 72 conquistas. Este aumento no número de estudantes que se destacaram é devido ao empenho dos gestores e os professores que acreditam que educar é semear com sabedoria e colher com paciência e claro, o esforço e desempenho de cada estudante. Obrigado a todos que se dedicaram e parabéns aos vencedores”, declarou Angelita.

O objetivo da OBA é levar o conhecimento astronômico correto e atual aos alunos e professores, envolvendo planetários, clubes de astronomia ou de ciências, astrônomos profissionais e amadores em um mutirão astronômico em prol do ensino e da divulgação da astronomia.

A Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) é uma olimpíada inteiramente experimental, pois consiste em construir e lançar, obliquamente, foguetes, a partir de uma base de lançamento, o mais distante possível. Foguetes e bases de lançamentos devem ser construídos por alunos individualmente ou em equipes de até três componentes.





Leia Também

Deixe um comentário Para "72 alunos cordeiropolenses se destacam na Olimpíada Brasileira..."