Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Conheça o APP AcheAki | Android e IOs

Adinan e Fátima são reeleitos com 60,29% e faz sete cadeiras no Legislativo

Adinan venceu com folga diante do segundo colocado, o Féio, que obteve 31,72%

Cordeirópolis reelegeu Adinan Ortolan (MDB) e Fátima Celin (PT) neste domingo (15) com 60,29% dos votos válidos (8244). Em segundo com 31,72% (4338) ficou Carlos Cézar Tamiazo, o Féio e em terceiro com 7,99%  (1092) ficou Dr Christian Carvalho. Dos 15.099 eleitores, 13.674 foram de votos válidos, onde 22,50% foram abstenção totalizando 4383 votos. Cordeirópolis contabilizou 530 votos brancos e 895 nulos.  Comparando a 2016, Adinan teve 6929 votos diante dos 8244 em 2020.

Para a composição da Câmara Municipal, Adinan trouxe a maioria, totalizando sete cadeiras: O seu partido MDB trouxe três: Os dois primeiros empataram com 399 votos: Neusa Damélio e Diego Fabiano, e em terceiro José Antonio, o JR, que foi reeleito com 318 votos. O Partido Liberal (PL) trouxe o jovem candidato  com apenas 20 anos de idade, o Dhavid Godoy, com 315 votos, o partido também reelegeu o vereador Paulo César de Moraes Oliveira com 270 votos. Pelo quinto mandato, retorna ao Legislativo,  Sérgio Balthazar (PT); a sétima cadeira ficou para o DEM, o Carlinhos Barbosa com 217 votos, ele já foi vereador e presidente da Câmara de Cordeirópolis.

O Cidadania reelegeu os dois vereadores: Anderson Hespanhol, o Pique somando 502, sendo o mais votado em 2020 e reelegeu a vereadora Marina Fleury Tamiazo com 249 votos.

Problemas na divulgação dos dados 

Ontem a divulgação dos votos não foi tão rápida como em eleições anteriores, pois o sistema teve problemas e só foi transmitido horas depois. De acordo com uma nota divulgada pelo TSE, não houve problemas na apuração dos votos, mas sim na plataforma de divulgação das prévias das urnas apuradas. Para o cargo de prefeito foi possível saber devido aos boletins de urnas, onde foram contabilizados os votos, porém para vereador a tensão foi maior, e só foi possível bem mais tarde, já que há a questão do coeficiente de votos.

Contra tempos durante a eleição

O dia foi considerado relativamente tranquilo, se não tivesse acontecido dois ocorridos registrados na delegacia de Cordeirópolis. A primeira foi por volta das 14hs, onde houve uma discussão acalorada em frente a escola Odécio Lucke, no Jardim Progresso. O candidato Carlos Cézar Tamiazo, o Féio, foi acusado de injúria e lesão corporal. O fato iniciou quando ele retirou das mãos de um delegado do MDB um envelope que continham cheques, os quais nominais e referentes ao pagamento de fiscais que trabalhavam durante a eleição. Ambos foram conduzidos à delegacia onde foram ouvidos pelo delegado Willian de Marchi e liberados em seguida. Tanto o juiz eleitoral, quanto representante do MP desmembraram em dois processos, onde Féio será avaliado pela acusação de injúria e lesão corporal. Tanto o juiz eleitoral quanto o MP não vislumbraram compra de votos.

A segunda ocorrência foi através de uma denúncia, onde o motorista de um carro da marca Palio foi parar na delegacia. O motivo era trafegar com um bandeira do candidato Féio. Após a denúncia, o veículo foi registrado por câmeras da muralha digital e os agentes  policiais fizeram abordagem. A prática é irregular e o veículo foi apreendido.  O crime está descrito conforme o artigo 39, parágrafo 5º e inciso 3º, da Lei Eleitoral.

 

 

 

 

 

 





Leia Também

Deixe um comentário Para "Adinan e Fátima são reeleitos com 60,29% e..."