Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Conheça o APP AcheAki | Android e IOs

Após exames periciais, mulher que manteve bebê refém é encaminhada para penitenciária

Ela surtou e colocou em risco sua bebê de apenas 33 dias

K.C.P de 33 anos foi encaminhada a Penitenciária Feminina de Votorantim, após o despacho do juiz da Comarca de Cordeirópolis, Luiz Gustavo Primon, realizado na terça-feira (29) , o qual abriu ação penal pelos crimes de cárcere privado contra seu companheiro, e tentativa de homicídio contra ele e a bebê que estava com apenas 33 dias.

No dia 11 de março, K. passou por custódia, onde o juiz pediu o encaminhamento para o Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário para a realização de incidente de insanidade mental, a fim de apurar a higidez mental da custodiada.

De acordo com o resultado: “após ampla análise da equipe técnica e diretiva da Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciária, recebemos na data de hoje, a manifestação de que não existe no momento subsídios para sua transferência a um HCTP ou unidade similar, de que trata-se de paciente com necessidade de acompanhamento na perspectiva da saúde básica em nível ambulatorial, não havendo indicação para internação psiquiátrica”, descreve o laudo. No local onde ela foi transferida dispõe de equipe de saúde completa.

A justiça analisou a prisão com base nos códigos penais – sequestro e cárcere privado (art. 148) e tentativa de homicídio (art.121).

A ação é despachada pelo juiz Luiz Gustavo Primon, junto com a promotora Aline de Moraes.

Ocorrência

A ocorrência aconteceu na quinta-feira (10), onde após discussão com seu marido deu uma facada em seu braço e ficou por cerca de oito horas trancada tentando contra a sua vida e da bebê. Segundo informações policiais, ela tem problemas psicológicos, faz uso de medicamentos controlados e fez uso de entorpecentes. O Portal JE10 acompanhou o caso. Acesse aqui.





Leia Também

Deixe um comentário Para "Após exames periciais, mulher que manteve bebê refém..."