Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Farmácia de Plantão: DROGARIA PROGRESSO/ REDE FARMAGENTE,

Câmara passará por mais uma reforma

Laudo aponta problema no telhado e tubulação para captação da água da chuva

A Câmara Municipal de Cordeirópolis comunicou que passará por mais uma reforma. O telhado do prédio, bem como a tubulação para a captação da água da chuva, continua sendo o principal problema e um dos desafios da atual Legislatura.

Goteiras e infiltrações têm obrigado funcionários de vários setores a improvisarem jornais velhos, vassouras, rodos, baldes e outros utensílios para reduzir a água que invade o local em dias de chuva.

A nova fase será a licitação para a reforma do telhado, que de acordo com o laudo emitido pela empresa  MG – Empreiteira e Construtora LTDA -ME, esse é o problema que vem causando transtornos ao prédio.

De acordo com o laudo, foi realizado com base em documentos analisados das reformas realizadas anteriormente e da construção do prédio, além da vistoria “in loco” a empresa concluiu, “são resultantes falhas de execução, com grau de risco entre mínimo e regular, tendo em vista o impacto tecnicamente recuperável, porque provoca apenas a perda parcial de desempenho e funcionalidade da edificação, portanto sem prejuízo à operação direta”. Além do telhado o laudo detectou problemas nas tubulações de drenagem.

“Quanto à rede subterrânea de drenagem, localizada no exterior do imóvel, se faz necessário o redimensionamento da tubulação com objetivo de compatibilizar a vazão captada na cobertura e o encaminhamento até a rede pública de galerias pluviais, onde será necessário a construção de um reservatório enterrado com sistema de recalque, possibilitando o reuso da água”.

O documento ainda ressalva que a empresa utilizou o método através de documentos e vistoria visual aliado à conceito de engenharia, sem contar a tubulação subterrânea.

Para o presidente da Câmara, esse fato tem que ser solucionado.

“Mais uma vez me sinto constrangido em trazer essa notícia. Foram investidos milhões no prédio em outras gestões, houve interdição no passado e o problema persiste. Desde do início de nossa atual gestão estamos buscando solução a esse problema. Nossa preocupação não é apenas com o dinheiro que foi gasto sem resolução do real problema. Nosso medo é que isso possa influenciar no trabalho e no bem-estar de nossos funcionários e da população”, destacou o presidente.

Notificação

Em janeiro de 2017, logo após a mudança para o prédio novo, o departamento jurídico notificou a empresa responsável pela fiscalização da reforma do prédio. A Valente Consultoria foi solicitada a reparar as falhas encontradas na execução dos serviços da reforma.

Toda a reforma foi realizada pela Vértice Edificações Eireli – vencedora da licitação e de acordo com o contrato previsto em Lei, há uma garantia de serviço no prazo de cinco anos, sendo assim, o presidente da Casa buscou soluções para reparar os erros.

A Câmara solicitou a empresa que cumprisse o contrato de prestação de serviços de elaboração de projetos de arquitetura, projetos executivos complementares e fiscalização para a reforma e melhoria do prédio.

Após notificação a empresa realizou os reparos, porém, com o passar dos dias os problemas de infiltrações voltaram a causar transtornos e como esses serviços não estavam contemplados em contrato, iniciou-se um novo processo para solucionar o caso.

Valores de reforma

As obras iniciaram em julho de 2016 durante a 16ª Legislatura e duraram cinco meses. A reinauguração do prédio foi realizada em dezembro do mesmo ano.  Ao todo foram investidos mais de R$ 1 milhão, considerando os valores do projeto de arquitetura, reforma e aditamento.

Os principais reparos previstos em contrato foram feitos no plenário, piso e forro. Nesse cálculo não foi incluso o sistema de drenagem das águas da chuva e nem do telhado.

Dentro da planilha dessa reforma consta que foram trocados apenas 109 m2  de rufos e calhas e mais 120 m2 de telhamento de chapa de aço. O pavimento total possui mais de dois mil metros construídos.

Dentro dos processos legais, a Câmara já tem agendado para o dia 05 de setembro a licitação que detalha a reforma do telhado e tubulações para captação de água de chuva.



Leia Também

Deixe um comentário Para "Câmara passará por mais uma reforma"