Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Farmácia de Plantão: Droga Centro,

Centro Cerâmico do Brasil inaugura primeira fase de sua sede própria

No dia 8 de junho, às 13 horas, o Centro Cerâmico do Brasil, o CCB, realiza a apresentação da primeira fase da sede própria, localizada à Avenida Eduardo Cocco, esquina com Rua Roque Cegagno, s/nº, Jardim Itália Santa Gertrudes. Na ocasião, será descerrada a placa pelas autoridades e parceiros presentes. 
Para o presidente do CCB, José Octavio Armani Paschoal, esse sempre foi um sonho do CCB. “Há muito tempo sonhávamos com uma sede própria, por várias razões. A primeira, do ponto de vista financeiro, deixamos de pagar aluguel, como vínhamos fazendo, o que reduziu assim o nosso custeio. Para uma entidade sem fins lucrativos, que vive basicamente da prestação de serviços, predominantemente para um único setor, que é a indústria cerâmica para revestimento, diminuir seu custeio, principalmente em situações como a atual, em que o país passa por uma grave crise econômica, permite um pouco mais de tranquilidade para que o CCB possa cumprir seus objetivos”, disse. Com a nova sede, segundo Paschoal, o CCB poderá expandir as atividades e focar, além do produto cerâmico, também no sistema construtivo, de acordo com a nova norma de desempenho da construção civil. “Na nova sede, todo o projeto do prédio foi planejado para atender às atuais e futuras demandas do setor cerâmico, além de incorporar novos desafios que surgiram com a norma de desempenho. Tudo isto só foi possível com a conquista da nova sede”.
A nova sede, no entanto, foi construída em uma área de 1.490 m² e, segundo Paschoal, proporcionará um atendimento com maior efetividade, além de estender o escopo das atividades. “Como exemplo, pode-se mencionar o novo laboratório de argamassas (colantes, de rejuntamento, de assentamento, etc.), que proporcionará não apenas a realização de ensaios com os produtos nacionais e internacionais, como também permitirá desenvolver novas formulações de argamassas”, ressaltou.
Também parte da história do CCB, o superintendente da Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos, Louças Sanitárias e Congêneres, a ANFACER, Antonio Carlos Kieling, disse que as novas instalações dos laboratórios e escritórios do  CCB, na cidade de Santa Gertrudes, representam a afirmação do Centro Cerâmico do Brasil como uma das mais qualificadas instituições mundiais, certificadora e laboratoriais de ensaios para indústria cerâmica, bem como para o ramo da construção civil.  “Vale uma referência especial à liderança do Engenheiro e presidente José Octavio Armani Paschoal e da Engenheira e superintendente, Ana Paula Menegazzo que, à frente do CCB, vêm conduzindo as ações do órgão com grande competência e denodo, sabendo acompanhar os desafios que as novas tecnologias e o mercado têm impostos ao setor industrial brasileiro”, reforçou Kieling, dizendo que o CCB surgiu e foi constituído no âmbito da ANFACER, portanto, a história das duas instituições se confundem de forma positiva. “Nos últimos anos, o CCB tem se constituído um grande parceiro da ANFACER nas conquistas e avanço no que diz respeito à conformidade técnica dos produtos cerâmicos, bem como sendo avalizador da indústria cerâmica nacional no seu compromisso com a qualidade e inovação”, falou.
O presidente da ANFACER, Heitor Ribeiro de Almeida Neto, também comentou sobre a importância da parceria CCB e ANFACER: “Produzimos quantidade, com qualidade controlada pelo potencial do CCB, no ritmo do polo de Santa Gertrudes”, disse.
Para outro grande parceiro do CCB, o presidente da Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento, a ASPACER e do Sindicato das Indústrias da Construção, do Mobiliário e Cerâmicas de Santa Gertrudes, o SINCER, Benjamin Ferreira Neto, a história do Centro Cerâmico do Brasil está intimamente ligada à história do setor cerâmico de revestimento paulista e ao seu desenvolvimento. “Desde a criação do CCB, a qualidade técnica de nossos produtos deu um salto imenso rumo à excelência. O trabalho de qualificação e certificação dos produtos cerâmicos conferiu maior credibilidade setorial, confirmando nossos esforços para a primazia dos revestimentos. Por isso, para a ASPACER, é uma honra poder participar da inauguração da nova sede do CCB, equipado com laboratório de última geração e equipe técnica capacitada, que realiza um trabalho extremamente sério, imparcial e profissional”, finalizou Neto.
 
Sobre o CCB
Com seus 23 anos de existência, o CCB vem atuando em frentes diversas. 
Inicialmente, focou a certificação da qualidade do produto placa cerâmica e incorporou também, posteriormente, a certificação de telhas e blocos cerâmicos, telhas de concreto, argamassa de rejuntamento, passando pela certificação do sistema da qualidade da indústria cerâmica. “Sem dúvida a maior conquista foi a implantação do laboratório de ensaios de certificação, ensaios de controle de qualidade, testes os mais diversos, que proporcionaram e contribuíram para o grande avanço das indústrias cerâmicas”, disse a superintendente do CCB, Ana Paula Menegazzo.
Segundo ela, o CCB desenvolveu uma metodologia própria para avaliação do produto em uso, atuando na assistência técnica pós-venda e na assessoria como perito junto aos juízes de diversas comarcas. Montou, também, um laboratório de desenvolvimento de produto, incorporando projetos de design, novas formulações de massas cerâmicas, fritas, novos produtos, entre outros. “Também estamos realizando há muito tempo cursos e treinamentos junto às empresas cerâmicas, contribuindo para a melhoria da capacitação técnica dos colaboradores da indústria. Com todas essas atividades, houve um direcionamento natural para que o CCB conquistasse a sua nova sede, resultado das parcerias e do respeito adquiridos junto à indústria cerâmica brasileira”, falou.
Ressalta-se também os vários projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, P&D&I, que o CCB conquistou ao longo da sua história, junto aos órgãos de fomento, com destaque ao permanente apoio da FINEP, do CNPq, do Governo Federal, da FAPESP, do Governo do Estado de São Paulo, sem os quais o CCB não conseguiria chegar aonde chegou. “O CCB continuará atuando e contribuindo fortemente para o avanço da indústria cerâmica brasileira. O Brasil é atualmente o segundo maior produtor e consumidor mundial de cerâmica e esta conquista da indústria brasileira, que muito nos honra, tem também uma grande contribuição do CCB. Vamos continuar lutando para melhorar cada vez mais a qualidade do produto brasileiro, conquistando novos mercados, seja internamente como no mercado mundial. Com a nova sede, o CCB irá também incorporar novos desafios, buscando contribuir para a melhoria da indústria da construção brasileira”, finalizaram Paschoal e Ana Paula.
Legenda da foto: Atual sede do CCB está localizada à Avenida Eduardo Cocco, esquina com Rua Roque Cegagno, s/nº, Jardim Itália Santa Gertrudes.


Deixe um comentário Para "Centro Cerâmico do Brasil inaugura primeira fase de..."