Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Conheça o APP AcheAki | Android e IOs

Coronavírus e Dengue – Como está Cordeirópolis em Saúde, Educação e Economia durante esta pandemia?

Casos de dengue subiu para 301. Coronavírus continua apenas com um caso positivo e curado

Semanalmente o prefeito de Cordeirópolis está trazendo todo o trabalho e andamento do município através de live na página oficial da Prefeitura Municipal, onde secretários de determinadas pastas trazem números e processos que estão sendo realizados, tanto para o combate do novo coronavírus, o Covid-19 , quanto na questão da dengue. Esta semana foram destacados: Saúde com os números de casos de dengue e coronavírus, Educação onde relatou o trabalho desenvolvido com as famílias e o processo de retorno das atividades escolares,  Serviços Públicos também explicou o processo de desinfecção realizado nas ruas da cidade e para finalizar, um fator que afeta a economia da cidade, o comércio abre ou fecha? Este assunto o procurador geral explanou a ação civil movida pelo Ministério Público na data do dia 22. O Portal JE10 traz cada situação apresentada.

“É um momento diferente que a cidade nunca viveu, um fato novo que estamos vivenciando, aprendendo, principalmente o setor público, alguns erros, outros acertos e agradeço toda equipe que está atuando em combate da doença. Comparando a nossa cidade com outras, é uma situação confortável, porém os cuidados devem continuar”, afirmou o prefeito Adinan Ortolan.

Coronavírus x Dengue

De acordo com a Diretora de Média e Alta Complexidade, Kelen Rampo Carandina, a cidade de Cordeirópolis possui 191 pacientes em que apresentaram síndrome respiratória, um internado o exame detectou negativo, 75 pessoas já realizaram os testes e o único caso positivo está curado.

“Precisamos continuar com todos os cuidados, aprender a como se reintegrar com os hábitos de higiene, medidas redobradas e seguras para que possa estar em novo ambiente com segurança, utilizando máscaras, sabão e álcool gel”, salientou Kelen.

A diretora também informou que a região está com menos de 50% de utilização das unidades de terapias intensivas (UTI). Há três pontos de encaminhamentos para casos mais críticos: Santa casa de Limeira, Humanitária e URC  que foi montado por vias privadas  e há leitos disponíveis.

“Embora estamos com menos de 50% de ocupação nas UTIs não podemos achar que ainda é confortável, os cuidados devem continuar”, afirmou Kelen.

Outra situação preocupante na cidade é o aumento de casos de dengue. Em menos de uma semana subiu de 272 para 301 confirmados. De acordo com a Diretora de Atenção Básica, Bruna Paula de Carvalho, toda pessoa que apresentar os sintomas da dengue como dor no corpo, febre alta e vermelhidão no corpo, deve procurar a unidade básica de saúde de seu bairro para que seja feito o teste rápido, com isso poder atuar na residência e entorno.

“As ações continuam,mas pedimos para a população colaborar abrir as casas para efetuar a nebulização, limpar o quintal, calhas. Nosso trabalho é em conjunto no combate a dengue e ao Covid 19”, explicou Bruna.

Bruna relatou que vários bairros já receberam a nebulização: Centro, Planalto, São Luiz, Jardim Cordeiro e esta sema iniciou no Jardim Eldorado. Uso de repelentes também é essencial no combate ao mosquito, para que não se torne um transmissor da doença

Educação

Um assunto em que os pais estão com muitas dúvidas. Quando voltam as aulas? Como será esse retorno? As famílias carentes, como estão sendo assistidas?

A secretária de Educação e presidente da Promoção Social Angelita Ortolan trouxe o número de famílias que estão sendo assistidas, bem como o retorno das escolares.

Angelita informou que a rede municipal possui 3600 alunos, sendo que desde a primeira semana de isolamento,  famílias passaram a receber cestas básicas e o município acrescentou a cesta verde, um parceria com os produtores rurais.

” A nossa lista é baseada com dados das escolas. Iniciamos com aproximadamente 300 famílias, e foi aumentando gradativamente. Hoje chegamos a 470 e já temos uma lista de 750 podendo chegar a mil. salientamos que as famílias não ficarão sem receber a cesta mensal até que haja a suspensão do isolamento. A cesta verde é entregue quinzenalmente, e é de de acordo com o consumo de uma família e não somente de um aluno”, destacou Angelita.

Angelita destacou ainda que mesmo que a família tenha filhos em mais que uma escola, será contabilizada apenas uma cesta já que há uma lista única com os cadastros. Já as famílias que ainda não estão recebendo e estão em questão de vulnerabilidade devem procurar Secretaria  de Educação das 8hs às 16hs, de segunda a sexta-feira. As cestas são entregues em postos da escola que o aluno estuda. Todo o trabalho está sendo desenvolvido em parceria com a Secretaria da Mulher, Educação e Promoção Social.

Volta às aulas

De acordo com Angelita já está sendo elaborado uma proposta e reuniões estão ocorrendo com a equipe coordenadora  das escolas para a definição do retorno das aulas. Há uma previsão para o dia 04 de maio o retorno dos funcionários e professores onde será elaborado e preparado o material das atividades. No dia 08 será entregue aos pais e dia 09, no sábado,aula on line com os alunos. Previsão é de que haja aulas de sábado a sexta. Não há data definida até quando segue esse cronograma.

“Nossos professores são preparados e capacitados, pois já temos plataforma do Google for Education. Criamos um site para cada escola,  o professor criará um vídeo de orientação aos pais, para que seja de forma mais acessível e os pais possam transmitir aos alunos. Este projeto de chama “Além da Escola” onde iremos divulgar de forma mais minuciosa após conversar com toda a rede, notificar e explicar aos pais qual a forma que deve acontecer”, explicou Angelita.

Serviços Públicos

Para o secretário de Serviços Públicos, Maiko Zorzo, continua todo o trabalho de desinfecção em locais públicos, ruas e praças.

“Estamos ampliando esse processo de desinfecção na cidade. Vamos passar esta solução que é a base de cloro e água e que tem o mesmo efeito que o álcool gel , em bairros onde tenham comércios essenciais como supermercados, padarias, bancos, enfim. Caso haja algum que não temos conhecimento, pedimos entrar em contato para que seja incluído em nosso cronograma”, disse Zorzo.

Economia

Este é um assunto que vem gerando muitas dúvidas entre os comerciantes: abre o comércio ou não? Ainda mais que na data do dia 22, o Ministério Público moveu uma ação exigindo que a cidade obedeça o decreto estadual.

O Procurador Geral do Município, Marco Antônio Magalhães, abordou durante a live os pontos a serem seguidos.

“O ingresso da ação judicial por parte dos Promotores de Justiça de Limeira, com referência específica ao Município de Cordeirópolis, está seguindo a atuação observada no Estado de São Paulo, se apresentando como uma movimentação institucional padrão, porém, ao contrário do que ocorreu em outros municípios, inclusive próximos a Cordeirópolis, não há nesta cidade nenhum ato formal que contrarie as disposições emanadas pelo Governo Estadual”, informou Magalhães.

Ainda de acordo com o procurador, o decreto de Cordeirópolis foi editado em 12 de março, antes do decreto estadual, portanto “não há que se falar em “flexibilização” da quarentena no âmbito do Município de Cordeirópolis, justamente porque o Decreto Estadual nº 64.881/2020 encontra-se em vigência no Estado de São Paulo, estando Cordeirópolis inserida nesse contexto”.

” Vamos agir de acordo com a lei, o cumprimento do decreto estadual é uma obrigação. Vamos responder ao MP, mas aqui é uma situação diferente de outras cidades, não fizemos após decreto estadual e sim anterior com recomendações de higiene, enfim, um decreto bem amplo. Não compete ao município fazer uma legislação e sim seguir o decreto estadual e federal”, explicou o prefeito Adinan Ortolan.

A live completa você pode ver clicando aqui.

 

 





Leia Também

Deixe um comentário Para "Coronavírus e Dengue – Como está Cordeirópolis em..."