Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Portal JE10 - Cordeirópolis e Região

Conheça o APP AcheAki | Android e IOs

União dos paroquianos antecipa fase de construção da nova igreja Santa Luzia em 5 meses

Fase estava prevista para ser entregue em dezembro deste ano. Missa inaugural acontece sábado 17hs

São Tiago escreveu apenas uma carta, onde ele disse que a fé sem obras é morta (São Tiago 2: 26), mas para os fiéis da Comunidade Santa Luzia de Cordeirópolis, além da fé, não mediram esforços para que o sonho concretizasse, e conseguiram antecipar em cinco meses esta etapa da construção que estava prevista para ser em dezembro.

“Eu não tenho palavras para descrever a generosidade e amor dos paroquianos pelo trabalho, eu sozinho nada consigo, tenho um Conselho Administrativo excelente, grupo de voluntários que não consigo mensurar de tantos que surgiram em todas as etapas, desde a limpeza até na construção”, descreveu o padre da comunidade, Lucas de Carvalho, que está à frente da comunidade desde janeiro de 2020.

A missa inaugural acontece neste sábado às 17hs. Devido a pandemia a capacidade será para 170 pessoas sentadas, atendendo todas as exigências de distanciamento; e de acordo com o pároco, quando atingir o limite permitido, o portão será fechado. A missa também será transmitida ao vivo pela página oficial da Paróquia Santa Luzia.

Andamento da construção

Em abril de 2016 foi lançada pelo padre Anderson Luis Ribeiro, a pedra fundamental  do início das obras e desde então a paróquia vem se dedicando em ver a tão sonhada matriz. O investimento para todo o projeto é em torno de R$ 1,5 mil.

De acordo com o padre Lucas, 80 % da obra já está concluída e já foram investidos cerca de R$ 1 mil. Embora o padre gaúcho esteja apenas há sete meses na comunidade,  ele afirma durante a reportagem ao Portal JE10, que quando recebeu o convite em assumir a paróquia, foi solicitado a ele duas missões: restabelecer a ordem administrativa e a construção da nova igreja matriz.

“Quando fui empossado, deixei claro aos fiéis que minha administração seria na maior transparência em cada centavo investido, no entanto, que em plena pandemia conseguimos colocar a situação financeira em ordem e esta fase da construção adiantamos pra julho. Não posso deixar de agradecer imensamente a ajuda do poder público, a generosidade das doações dos empresários, as particulares, que até comecei a anotar os nomes no início, mas perdi o controle de tantos que nos fizeram, alguns com pequenas quantias em dinheiro, outros com sacos de cimento, materiais, enfim, a confiança do povo em nosso trabalho é gratificante”, salientou o padre.

Como está a igreja?

O prédio de 570 metros quadrados tem a capacidade para 380 pessoas sentadas. A preocupação inicial do padre Lucas era cobrir e fechar para poder entrar na nova igreja em dezembro, porém, ele conta que além dessa fase, algumas paredes já foram rebocadas, foi feita a calçada em torno da igreja, bem como a compra de alguns móveis comprados com doações extras.

Ele conta ainda que algumas questões estéticas do projeto inicial foram alteradas, como o telhado, a entrada principal ficou de frente para a rua Celestino Sanches, não mais para a Avenida Aristeu Marcicano, e a igreja ganhou mais claridade com a colocação de mais vidros.

“A padroeira é Santa Luzia, protetora dos olhos, da visão, portanto, com os vidros quis trazer mais clareza, luminosidade, pois estamos em meio a uma área verde lindíssima e com isso poderemos enxergar a natureza, fora ainda que teremos economia em energia, pois para as missas da manhã não será necessário acender as luzes. A entrada mudamos para aproveitar a rampa e entrada que já temos, na avenida teríamos problemas do ponto de ônibus, destruir o muro, enfim, um custo desnecessário”, destacou o padre.

Próximos passos

A próxima meta da comunidade é retomar a obra em 31 de agosto com a construção da torre que terá 10 metros de altura e com uma cruz de quatro metros, onde a intenção é que ela seja vista da avenida, após isso entra em execução o restante do reboco, revestimento interno e externo, encerrando com o forro.

Ao ser questionado qual a estimativa dessa etapa final, foi categórico: inaugurar tudo e com a presença do bispo na festa da padroeira, ou seja, dezembro de 2021.

“Sábado teremos a bênção do prédio, mas a oficial é quando o bispo vem para consagrar desde a porta da entrada até os móveis e altar. O dia 25 de julho ficará marcado como um momento histórico para a comunidade, muito esperado pelos fiéis e fico feliz pela confiança e credibilidade do povo depositadas em nós, só tenho a agradecer a garra e determinação de todos”, reforçou o padre Lucas.

Horários Missas

Sábado – especifico para a missa inaugural – 17hs ; após o horário retorna como de costume  – 19h30

Domingo – 8h30 e 19hs.





Leia Também

Deixe um comentário Para "União dos paroquianos antecipa fase de construção da..."